Porque o porta-bebê bolsa-pouch não é fisiológico, e é perigoso !!!

Primeiramente não podemos confundir o pouch-tubo com o pouch-bolsa  ou também chamado de pounch-bag (baby-bag). O pounch-tubo é um pouco mais respeitoso, pois a criança fica na vertical e sentada de cócoras. Mesmo assim eu acho que o pounch-tubo não chega aos pés do sling. Pois no tubo não existe ajustes nem para o bebê e nem para quem carrega.  Então a necessidade de manter a nuca protegida do bebê é um fato importante. Atenção o pouch-tubo também é muito utilizado para deitar os bebês dentro, não é recomendado, a recomendação será sempre carregar bebê na vertical (ver fotos abaixo). Isto fica para outro post ;). pouch tubo2   Também chamado de baby-bag, este porta-bebê é literalmente uma bolsa grande, aliás um saco onde daria para enfiar várias coisas ( e demorar horas para achar um objeto dentro rs). Falando sério! Não ajustável ao corpo do bebê, o pouch-bag é profundo demais para deitar um pequeno dentro, bloqueia os canais respiratórios e curva demais o pescoço, isto deixa a língua bloqueada no fundo da garganta, causando o pior. Fisiologicamente falando poderiamos expandir, aqui, mais propostos sobre a falta de adaptação que este porta-bebê causa ao corpo do bebê, como coluna torta, hiperextension do pescoço, a bacia  e os pés mal posicionados… mas acho que o maior argumento é a respiração dobebê. Enfim, a reflexão é que há falta de liberdade para o desenvolvimento geral do bebê se formos parar para refletir. Atenção nunca use o pouch-bag com um prematuro. Reserve a posição horizontal unicamente para a amamentação! Isto sempre evitara males ao bebê, e mesmo que a gente não para de ver bebezinho deitado nos portas-bebês isto não quer dizer que faz bem para ele. Eu trabalho em parceria com osteopatas, sei do que estou falando. é preciso destampar o bebê para vê-lo babybag-diapo2-145938_L Para o portador do bebê, também não é confortável. Ele sofre com a falta de ajustes das tiras mal adaptadas para os ombros e as costas. O portador também não consegue sentir o bebê da mesma maneira se este estivesse em um wrap ou em um sling. A sensação é mínima, então a falta de contato corpo à corpo impede de uma certa forma prestar atenção ao que o bebê está sentindo. Geralmente os bebês ainda por cima ficam instalados “longe” do carregador, na altura do umbigo, ao invés de estarem à altura de beijinhos. Veja este vídeo em inglês explicando sobre o pouch-bag. Nem sempre é fácil colocar em evidência que o pouch-bag foi por anos visto como um porta-bebê prático como muitos outros, porém temos que fazer nosso papel e desmentir. Alertar os pais e profissionais que estão à procura de um meio para transportar o bebê com carinho e segurança. Ainda continua sendo vendido em muitas lojas, não hesitem de comentar aos vendedores sobre o perigo deste porta-bebê. Aos poucos ele precisa ser eliminado do mercado para serem evitado acidentes. Fica bem claro aqui, que a responsabilidade é dos pais, e que somente os pais que sabem o que é melhor para seus filhos e qual é o tipo de porta-bebê que os convém. Para quem já usou o pouch-bolsa, também esclareço que não quero transmitir sentimento de culpabilização. Acredito que buscamos o que podemos em um certo momento da vida e que, certo erramos, mas não é um drama. O intuito aqui é reflexão, transmissão de informações e troca de idéia. Outros sites que escreveram sobre o assunto: http://www.slingbabies.co.nz http://www.thebabywearer.com/ http://www.sleepingbaby.net/safety.php http://www.babyslingsafety.blogspot.com/

Comentários resgatados

  1. Adorei o post, super esclarecedor! Eu usei muito o pouch tubo quando a Gaia já tinha mais de 7 meses porque era verão e eu achava menos quente e mais prático que o wrapp para amamentar caminhando! Usava como a primeira foto! Grata! Adoro vir aqui e aprender mais um poquinho sobre essa arte que é portar nossas crias (: Beijos
  1. Carine 31/01/2012 
    Percebi que você logo tera a coleção completa dos portas-bebês mais chiques ;)eheheh! Sempre é um prazer receber a visita de uma super mãe carregadora como você, e fico honrada que tenha gostado do post. Ainda nao respondi a penultima msg sua. Entao aproveitando…obrigada duas vezes! Amei o norte da Italia, quero voltar e com certeza vou dar um jeitinho para nos encontrarmos. Estava pensando, se você tem photo pedalando com gaia nas costas, vamos fazer um post nos nossos sites? Eu ja pedalei carregando, claro em um parque sem carros e perigos, foi uma delicica. Pena que aqui é sobe e desce, haja coxa! beijo grande
  1. Querida Saiba que nossa casa está a disposição p/ ti e tua família quando vocês retornarem ao norte da Itália(: Vamos adorar recebe los e espero que ainda este ano!eeeeeeeeeeeee! Então,ainda não tenho nenhuma foto com a Gaietta de bike porque comecei a carrega la nas costas a pouco tempo, mas posso fazer uma assim que este frio Siberiano que chegou hoje (está -5 graus e nevando agora) passe um pouco!!! Adorei a idéia! Aqui é super plano e tem ciclovias separadas das ruas, na primavera é lindo entre os pés de maças e parreiras! Um Beijo Grande e gelado
  1. Oi! Muito interessante o post. Eu já tinha realmente ouvido falar que essa “bolsa” pra carregar o bebê era perigosa. Gosto muito do blog. Eu li muito sobre carregar bebê no pano ou “portage” (também moro na França!), e o seu blog me ajudou muito. Não carreguei meu primeiro filho no pano, eu não conhecia direito o “portage”, mas na segunda gravidez decidi me informar e fazer um curso. Carreguei minha filha num “écharpe” já na maternidade. Adoro! Infelizmente, eu dei uma parada porque moro atualmente na Ilha da Reunião, e aqui é muito quente, clima tropical, quente (35°C, 37°C!) e úmido, e na última vez que saí com minha filha no écharpe, apesar de proteger com um guarda-sol, chapéu, ela sentiu muito calor, e eu também!!! Eu tenho um écharpe da marca neobulle (sergé croisé), queria muito comprar outro, um tecido menos quente e mais adaptado para o clima daqui. Você poderia me dar uma dica?? conhece algum que seja menos quente?? Agradeço se você puder me ajudar…e desculpe, o comentário acabou ficando imenso. Parabéns pelo blog!!!
  1. Carine 01/02/2012 
    Ola Carolina, obrigada pelo comentario imenso ihih, é para isto que o blog existe! Que bom que gostou do blog e que também te trouxe inspiração para carregar seu bebê. Primeiramente, qual é a idade do seu bebê? Eu tenho varios portas-bebês para te propor. O Tonga.fr é o mais fresco de todos, mas é um porta-bebê de apoio para bebê que ja sabe se sentar. Uma mão sempre precisa ficar nas costas do bebê. O sling é um excelente meio de carregar fresco, conheço uma marca linglingsling.com que é super leve e é “sergé-croisé”. Existe um wrap com a mesma estrutura do Tonga, mas tenho que procurar com minhas colegas o nome exato. Logo te passo. Coisa boa morar nesta ilha! Até breve, abraços!
  1. airam 02/02/2012 
    Sempre é importante respeitar a posição correta do bebê. Parabéns pela matéria.
  1. Carine 03/02/2012 
  1. Carine 03/02/2012 
    Grazie mille, bela!
  1. Obrigada Carine, pela resposta! Minha filha faz 6 meses daqui a uma semana, ainda não senta sozinha! Mas vou olhar os links que você indicou e vou ver qual eu vou comprar! Gosto muito do sling, experimentei usar quando fiz meu curso. Mas vou ver e depois falo qual escolhi. Muito obrigada novamente! Eu morava perto de Lyon, entre Lyon e Genebra mais ou menos, muito frio, era muito bonito mas não sentimos falta de lá, nem do frio,hehe! 🙂
  1. Eliane Prado 14/08/2012 
    Carine, vi que você recomendou o carregador da Fil’Up, você sabe se eles entregam aqui no Brasil? Queria tanto um assim, eu e minha bebê morremos de calor toda vez que vamos passear com ela no de argolas.
  1. Carine 08/11/2012 
    Oi Claudine, eu te peço desculpas pela demora. Estou me preparando para me mudar para o Brasil, ai já viu a correria. Aqui em baixo esta o email que troquei com Fil Up, fica 54€ de correio e você pode encomendar direto no sitehttp://www.1001filets.com Você tera que pedir ajuda para mister google se nao fala francês . Forte abraço, espero que eu tenha te ajudado. Carine