200306096-001RN que não quer se enrolar, não quer ficar de cócoras. ( Conversa com B. Da Sling-se, virou post aqui)

Vários fatores:

  • Foi habituado a ficar muito com as costas retas;
  • Algum stress no corpo – alguma tensão, uma memória no corpo, um habito que o bebê criou de ficar reto nos braços, da pessoa carregar o bebê de forma errada.
  • Infelizmente o berço e a cadeirinha não são fisiológicos – o berço é reto, a cama é plana, a cadeirinha empurra muito o peso do bebê para a bacia de forma que não fica em forma de C, a coluna fica em forma de L praticamente.
  • Chorar – o bebê quando tá muito tenso, ele fica com a coluna reta. Todo bebê que chora bastante fica com a coluna bem retinha. Mãe e bebê muito tensos, não é possível fazer amarração. Quando o bebê está chorando por N razões, ele fica muito reto e impede a mãe de fazer a amarração.
  • Porta-bebê muito mole, que não sustenta. Bebê fica tenso e não confia no suporte. Procurar tecido firmes.

O que fazer? Photos_Janvier_2006 002

Nunca faça a amarração forçada (bebê inquieto ou chorando) – deixar o bebê se acalmar e encontrar o eixo dele que é o enrolado. Se for um bebê tônico, muito reto, fica mais difícil, mas um RN nunca é tônico (a não ser que ele seja hipertônico ou hipotônico de nascimento, a partir de uma constatação médica, consultar primeiro). Quando bebê relaxar, ajustar o porta-bebê. Para o bebê se enrolar mais – FAÇA NINHO – deixar a nuca ligeiramente levantada, os braços intercalados com almofadinhas, e os joelhos levantados. Isso praticamente arredonda a coluna do bebê. O ninho fica em forma OVAL com toalhas, colchas, etc. Esse ninho é mágico, evita o bebê a não ter o reflexo de Moro (quando o bebê se agita muito, se assusta).

Convidar o bebê a se encontrar – um bebê que não se encontra na posição fisiológica é um bebê que pode encontrar tensões no futuro, ou mesmo imediatas. No futuro geralmente são consequências na coluna e na bacia e no imediato é o stress, o choro, a falta de sono, etc. – Existem exercícios e brincadeiras para fazer com o bebê no colo, para que ele vá se arredondando. Amarração – fazer solta (não se estressar, não forçar). Você faz a amarração dentro do sling, do wrap tranquila, coloca o bebê dentro, esquece o resto. Vai andar com o bebê, vai cantar uma canção, vai deixar ele calminho, tranquilo… Quando o bebê estiver completamente relaxado, aí tensiona o carregador, tensiona o tecido por partes – da nuca até atrás dos joelhos. Porque só com o bebê relaxado a gente consegue fazer uma amarração otimizada, que segure bem a coluna do bebê, a nuca principalmente.

 
Com uma insistência suave, praticar sempre o Bem Carregar, o baby volta aos poucos se enrolar e não mais dará trabalho para a mãe durante e após instalação.
IMG_20140507_104535 (Copier)